Nutrientes

Selênio

Nutrientes ingeridos em quantidade adequada são importantes para a manutenção do funcionamento correto do nosso organismo. O excesso de muitos deles podem ser prejudiciais á saúde.

Dificilmente a ingestão proveniente de alimentos pode ser tóxica ou trazer efeitos indesejáveis, mas quando o nutriente vem por meio de suplementação inadequada (níveis elevado por período prolongado) os efeitos deletérios podem ser vistos no organismo.

Um dos únicos nutrientes capazes de causar intoxicação quando ingerido em excesso, por meio dos alimentos, é o selênio. Vamos conversar sobre ele.

Quanto precisamos ingerir por dia?

A quantidade de selênio preconizada para um adulto ingerir diariamente é de 55 mcg. Gestantes necessitam 60 mcg e mulheres amamentando, 70 mcg.

Onde encontramos o selênio?

Diversos alimentos contêm selênio, mas o que determina o teor nos alimentos é a quantidade presente no solo. Isso pode ser um problema, pois como as plantas não necessitam de selênio para o seu crescimento, na agricultura moderna a adubação não é feita com esse mineral incorporado aos compostos utilizados na terra. O uso de alimentos industrializados também podem contribuir para a falta de ingestão de selênio, já que o refinamento de alimentos, assim como a escolha por uma alimentação rápida e processada trará uma ingestão de alimentos mais pobres no mineral.

No nosso país, a região norte, o litoral e o sul do país são as áreas que possuem o solo mais rico em selênio.

A Castanha do Pará, ou Castanha do Brasil, é um alimento riquíssimo em selênio, sendo nutricionalmente a nossa referência quando pensamos no nutriente e no alimento que o contém em maior quantidade.

Algumas tabelas com valores nutricionais divergem entre si com relação ao teor de selênio das Castanhas do Pará. A Tabela emitida pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos aponta para os seguintes valores em 100 gramas do produto: 656 calorias com 1917 mcg de selênio. Sendo essa tabela uma das que traz um dos valores mais elevados de selênio por 100 gramas do produto, entendemos que uma única Castanha (pesando cerca de 5 gramas) contém 87 mcg de Selênio. Algumas tabelas trazem o valor de 55 mcg de Selênio por Castanha do Pará.

Efeitos tóxicos

De forma geral, os efeitos tóxicos são encontrados quando o consumo de selênio excede 850 mcg por dia.

Esse valor pode ser atingido ao ingerirmos diariamente 10 Castanhas do Pará.

Quando há toxicidade, os principais sinais e sintomas são: hálito com odor de alho, cansaço, dores e fraqueza muscular, irritação, unhas e cabelos frágeis. Alterações no sistema gastrointestinal e sistema nervoso também podem ocorrer.

Atenção: unhas e cabelos frágeis também podem ser decorrentes da carência de outros nutrientes.

A função do selênio

Uma das principais funções do selênio é na proteção contra os radicais livres.

Ele tem o que chamamos de atividade antioxidante. O selênio atua como um cofator para a enzima glutationa peroxidase.

As funções das células de defesa (linfócitos e natural killer) são influenciadas pelos seu nível sanguíneo. Na formação da forma ativa do hormônio da tireóide, o selênio apresenta uma atuação importante.

A recomendação prática é: não consuma mais do que 10 Castanhas do Pará por dia.


  • Hits: 16937